852 • Productivity

Como manter a disciplina quando os tempos são difíceis

“Que você viva em tempos interessantes.”

É um ditado que vem sendo citado por todo mundo, desde Arthur C. Clarke até Hillary Clinton, e, apesar de não termos certeza da origem, todos podemos concordar que isso é uma maldição, não uma bênção. Sua lição é que caos, conflitos e mudanças em nossas vidas podem consumir tanto de nossas reservas mentais e emocionais, que pode parecer impossível focar em qualquer outra coisa.

Com isso em mente, este ano certamente tem sido… interessante.

Talvez você definiu metas para 2020 lá em janeiro; talvez você até tenha criado um plano para conquistá-las. Mas depois (*balança os braços*) tudo isso aconteceu e seus planos foram para escanteio. Agora, você está pensando no que poderia ter sido, deveria ter sido, e imaginando se você vai atingir estas metas.

A boa notícia é que ainda não é tarde demais. Apesar de todas as interrupções trazidas por este ano, cada novo dia é uma oportunidade de reiniciar seu olhar, recalibrar sua mira, e tentar novamente.

Mas (e essa parte é importante) para ter sucesso, algo precisa mudar. Junto com criar um plano para o que você espera alcançar, há uma habilidade de importância vital que você precisa dominar: autodisciplina. Depois, quando eventos inesperados ocorrerem (porque certamente isso vai acontecer), você terá a força para resistir a tentação e permanecer com foco perfeito nas suas metas, não importa o que a vida mande para você.

O que é autodisciplina? E por que ela é importante?

Resumindo, autodisciplina é fazer o que você precisa fazer, quando precisa ser feito, independente de você querer fazer ou não. Autodisciplina é a voz na sua cabeça que te acorda às 5 da manhã pra ir na academia, quando tudo que você quer fazer é rolar e dormir de novo. É a voz que te empurra para continuar a lutar (não importando se o seu objetivo é ser um melhor artista, atleta, empreendedor ou amigo) quando você adoraria maratonar aquela série na Netflix.

Sem autodisciplina, suas metas estão à mercê de suas circunstâncias. Se as coisas derem certo, talvez você ainda as conquiste; mas no primeiro sinal de apuros, você vai desistir. Como disse o autor Jim Rohn: “Disciplina é a ponte entre metas e conquistas.” É o caminho que leva você de onde você está para onde você quer estar.

Autodisciplina e força de vontade são a mesma coisa?

Autodisciplina e força de vontade (ou autocontrole) parecem a mesma coisa. Ambas necessitam de sacrifício e determinação, e ambas são muito difíceis de se fazer! Mas, há uma diferença-chave: força de vontade é súbita e imediata; é dizer não aquele pedaço de bolo quando alguém te oferece. Por outro lado, autodisciplina é uma decisão consciente e a longo prazo de fazer o que você se comprometeu a fazer, sem se permitir a distração.

Força de vontade é controlar seus impulsos e desejos, e dizer “não” para a tentação. Autodisciplina é melhoria contínua; se treinar para ser melhor hoje do que você foi ontem. Então, apesar da força de vontade ser grande (até mesmo necessária) para atingir metas de curto prazo, autodisciplina é o motor que vai impulsionar sua vida e levar ao sucesso a longo prazo. Pense nelas como forças complementares, onde a força de vontade é a autodisciplina em ação.

Como construir autodisciplina na sua vida

Não vamos medir palavras: é necessário tempo e comprometimento para colocar autodisciplina na sua vida, e inevitavelmente você encontrará algum revés. Mas, como disse Eleanor Roosevelt: “eu sou quem eu sou hoje por causa das escolhas que fiz ontem”. Aqui estão três dicas para o treinamento de autodisciplina para você permanecer forte, e se transformar em uma máquina conquistadora de metas:

Capture e envie

escrevemos sobre isso, mas vale a pena repetir. Assim que você decidir qual será seu objetivo, escreva-o. A Dra. Gail Matthews da Dominican University da Califórnia descobriu que simplesmente escrever um objetivo aumenta sua probabilidade de conquistá-lo em 42%.

Faz sentido. Se você decidir dirigir pelo país sem um mapa, você chegará em algum lugar, mas há uma grande chance que não será onde você esperava, e você vai perder tempo e energia preciosos no processo. É a mesma coisa com suas metas: sem um plano, quem pode dizer onde você vai chegar?

Depois, faça a seguinte pergunta: estou buscando o que eu realmente quero na vida, ou simplesmente o que eu “deveria” buscar? Se você não tem um desejo incessante de atingir sua meta, não conseguirá ter a autodisciplina quando as coisas ficarem difíceis. Qualquer meta que você escolher, deve acender algo em você que não pode ser apagado; algo que recuse a resposta “não”.

Execute:

  • Crie uma nota no Evernote e adicione uma lista de verificação para construir um plano de ação para cada meta.
  • Use o Web Clipper para capturar qualquer coisa da web que ajude você a visualizar a conquista da sua meta. Isso manterá sua inspiração quando as coisas ficarem difíceis.
  • Reveja suas metas todos os dias para se certificar que você está no caminho certo e que elas ainda estejam alinhadas com os seus desejos.

Entenda seus pontos fortes… E seus pontos fracos

Você sai da cama de manhã, com a energia completa e em prontidão para o que der e vier? Ou, você é aquela pessoa que diz: “só fala comigo depois do café”? Ambos estão certos (de verdade!), mas entender quem você é, e planejar o seu dia para se adequar ao seu estilo é vital para atingir o sucesso. Tente agendar qualquer ‘trabalho profundo‘ para momentos em que você sabe que terá mais foco, e deixe os outros momentos para tarefas corriqueiras.

Igualmente, você pode ter uma fraqueza para redes sociais (não estamos julgando). No seu livro, “Faça Tempo”, Jake Knapp e John Zeratsky chamam isso de “Piscinas Infinitas”, porque elas nunca terminam. Você pode arrastar para sempre, e apesar de ser uma maneira divertida de passar o tempo, isso pode facilmente tirar você dos seus planos. Em vez disso, reconheça seu ponto fraco, para que seja mais fácil se pegar no ato e voltar para o caminho, antes de passar um dia inteiro indo para lugar nenhum!

Por outro lado, você pode ter uma ótima habilidade para focar em uma única tarefa até finalmente começar. Use isso a seu favor! Coloque seu telefone fora de alcance, limpe sua mesa, e prepare o campo para um bom trabalho focado.

O ponto comum entre estas dicas é aumentar sua consciência de quem você é. Assim que você atinge uma boa compreensão de onde você trabalha melhor e onde você precisa de um pouco de ajuda, é possível jogar com seus pontos fortes e minimizar seus pontos fracos.

Execute:

Acompanhe, reflita e corrija

Agora que você tem uma meta, e conhece a si mesmo o suficiente para trabalhar nela de maneira eficaz, não há nada no seu caminho né? Certamente, conquistar a meta será natural.

Nem tanto. A vida nem sempre é tão fácil quanto imaginávamos (olá 2020!), então, você precisa ser adaptável e abrir a possibilidade que você precisa ajustar seu plano. Complicações inesperadas podem surgir, calendários podem mudar, então não importa o quanto você planejou, talvez seja necessário fazer alterações para continuar com foco na sua meta.

É por isso que é vital saber onde você está conforme você caminha pela estrada. Separe um tempo cada semana para revisar seus planos e acompanhar o progresso feito rumo às suas metas. A coisa mais importante é de ser honesto consigo mesmo. Isso significa reconhecer suas dificuldades, bem como seus sucessos, refletir sobre o que você poderia ter feito diferente, e formular estratégias para fazer melhor da próxima vez.

Por fim, uma rápida noção sobre ‘fracasso’: é fácil perder a força de vontade quando você erra, mas não deixe que isso seja uma desculpa para desistir. O fato que você tentou é uma vitória. Você deu mais passos rumo à sua meta do que a maioria das pessoas o fará em suas vidas, e ainda aprendeu algo no processo: o que não dá certo. Pegue essa informação, faça as alterações necessárias, e continue tentando até você ter sucesso. Porque a única coisa que dói mais do que falhar é desistir.

Execute:

  • Use o modelo Revisão Semanal da Evernote para acompanhar seu progresso e se certificar que você ainda está no caminho certo.

Se este ano nos ensinou alguma coisa, é que não importa o quanto você planeje para o futuro, você realmente não sabe o que o futuro planejou para você. Mas, contanto que você mantenha um olho na sua meta final, e esteja pronto/a para ajustar o caminho se necessário, você consegue lidar com qualquer coisa que entre no seu caminho e atingir o seu destino final. Talvez, com um pouco de dor e algumas cicatrizes, mas você sempre estará onde queria estar.

Organize seu trabalho e desafogue sua vida com o Evernote.

Cadastre-se Gratuitamente