Produtividade

A Gratidão Nos Torna Mais Produtivos?

Todos nós fomos encorajados a nos sentir mais gratos. Mas na vida rápida de hoje, podemos nos encontrar focando de maneira perpétua no que está por vir às custas da beleza ao nosso redor. A ascensão do smartfone significa que podemos sempre estar teoricamente respondendo a e-mails de trabalho. Quando navegamos por nossas linhas do tempo do Facebook, é fácil nos comparar com os melhores momentos de outras pessoas e sentir que não somos suficientes.

Mas tirar alguns minutos de nossos dias ocupados para praticar a gratidão pode nos fazer mais bem sucedidos?

Pesquisas mostram que esta emoção poderosa pode aumentar a saúde, felicidade e produtividade – em casa e no local de trabalho. Hoje, estamos abrindo o pacote da psicologia da gratidão, explicando como ela funciona e lhe dando dicas sobre como cultivá-la para si mesmo.

 

Definindo “gratidão”

Apesar de não haver uma definição psicológica única para gratidão, os pesquisadores líderes Robert Emmons e Cheryl Crumpler a descrevem como “uma resposta emocional para um presente. É aquilo que se sente após ter sido o beneficiário de um ato altruísta.”

A gratidão possui uma valência social. Ela nos conecta com outras pessoas, vidas e dependendo do nosso sistema de crença, um poder maior. Conseguimos senti-la quando a pessoa na nossa frente na fila paga pelo café de maneira espontânea, ou quando um amigo faz uma visita inesperada durante um momento difícil. Provavelmente já sentimos isso após uma vitória no trabalho e sermos lembrados porque fazemos o que fazemos.

No seu livro “Thanks!: How the New Science of Gratitude Can Make You Happier” (em tradução livre: Obrigado!: Como a Nova Ciência da Gratidão Pode Fazê-lo Mais Feliz), Emmons resume essa resposta emocional em dois estágios. Ele compartilha:

“Primeiro, a gratidão é o reconhecimento da bondade na vida de uma pessoa. Na gratidão, dizemos sim à vida. Afirmamos que se juntarmos todas as coisas, a vida é boa e tem elementos que a fazem valer a pena ser vivida. Segundo, a gratidão é reconhecer que a(s) fonte(s) desta bondade estão pelo menos parcialmente fora de si. O objeto da gratidão é direcionado a outros… Esta é uma maneira significativa em que a gratidão difere de outras disposições emocionais.”

Em outras palavras, a gratidão é um processo de ver e metabolizar o que já temos – em meio ao caos de nossos planejamentos – o que nos ajuda a sentir conectado a outras pessoas e à vida. Podemos nos sentir gratos por algo emocionante (por exemplo, uma promoção no trabalho) ou presentes em pequena escala que não percebemos antes. Presentes menos óbvios, como a bondade de pessoas que fazem o seu café todo dia de manhã ou a pessoa que sempre lembra de esvaziar o lixo, estão em todo lugar – mas parece que nunca percebemos elas, muito menos sermos gratos.

 

Como a gratidão nos impacta

É claro, sentir-se grato pode ser relaxante no momento. Mas cultivar a gratidão pode mudar o curso de nossas vidas no trabalho?

Pesquisas no campo de psicologia positiva oferecem provas fortes que tanto o sentimento e a expressão da gratidão influenciam positivamente nossas emoções e saúde, e podem inspirar estes resultados em outras pessoas. Um estudo mostra que quando expressamos gratidão aos nossos parceiros, o parceiro tem uma probabilidade maior de se sentir positivamente com relação a nós e comunicar as preocupações no relacionamento. Outro estudo  mostrou como gerentes que expressaram gratidão aos seus funcionários tiveram uma produtividade 50% maior. As descobertas mudam a ideia que as pessoas são motivadas a trabalhar ou mudar como maneira de se afastar de uma emoção negativa, como medo de ser criticados por um chefe ou por seu parceiro. Talvez, somos mais produtivos quando recebemos gratidão.

Em um nível individual, sentir-se grato ajuda a ter relacionamentos românticos mais fortes e nos deixa mais felizes e saudáveis, parte disso ocorre ao induzir a resposta de relaxamento no corpo. Em um estudo, pesquisadores exploraram o impacto de manter um diário de gratidão, descobrindo que ao relatar o que somos gratos poderia ter uma diversidade de benefícios físicos e emocionais. No primeiro dos três estudos, os participantes foram colocados aleatoriamente em três grupos: um que escrevia sobre as preocupações da vida, outro sobre coisas que eles eram gratos e o terceiro eventos neutros da vida. Eles escreviam semanalmente. No segundo estudo, os participantes foram colocados nos mesmos grupos, mas foi pedido que escrevessem diariamente. No terceiro estudo, um grupo de participantes com doença neuromuscular era colocado aleatoriamente na condição de gratidão ou no de controle.

Após 10 semanas, participantes que escreviam sobre o que eram gratos semanalmente relatavam estar 25% mais felizes do que aqueles que escreviam sobre as preocupações. Eles se exercitavam em média 1h30 a mais e relatavam menos sintomas físicos (como dores de cabeça, falta de ar e dores no peito). Escrever diariamente causou um aumento ainda maior na felicidade e os participantes com doenças neuromusculares colocados na condição de gratidão relataram ter um sono mais refrescante e uma visão mais otimista de suas vidas em comparação com a condição de controle. E mais felicidade e mais sono não são só coisas legais para se ter: estes fatores nos fazem, entre outras coisas, ser mais focados e produtivos.

Apesar destes estudos não provarem uma causa, eles realçam que devemos praticar o cultivo da gratidão e ver o que funciona para nós.

Dica especial: Acompanhe a gratidão mantendo-a no Evernote. Tire uma foto para você se lembrar pelo que é grato, anote no seu computador ou dispositivo móvel, ou use nosso template “Perguntas de Recarga Diárias”. Para uma impulsão rápida no humor, reveja o que você escreveu.

 

Praticando gratidão no trabalho

Expressar gratidão mostrou-se capaz de criar mudanças positivas no trabalho. Um estudo, conduzido pela Universidade da Pensilvânia, objetivou explorar como as percepções sobre o nosso valor no trabalho (nesse caso, por gerentes) impactam o comportamento no trabalho. Pesquisadores dividiram os participantes – que eram responsáveis por produzir doações para a universidade – de maneira aleatória em dois grupos. Os experimentos mostraram que quando os gerentes mostraram gratidão pelo trabalho do funcionário, a produtividade aumentava de maneira significativa. Por exemplo, um grupo de participantes recebeu um “obrigado” motivacional antes de começar o trabalho. Este grupo conseguiu fazer 50% a mais de ligações de doações do que seus colegar que não foram agradecidos.

A ideia que expressar gratidão cria um ciclo positivo – onde a pessoa que mostra gratidão se sente bem e a pessoa que a aceita também – é importante para gerentes, líderes e construtores de culturas. É fácil focar no que precisa ser atingido (por definição, o que está faltando) em vez de reconhecer o que já temos. Mas falhar em reconhecer os trabalhadores possui um impacto claro na produtividade e satisfação de trabalho.

 

Gratidão em prática

Dada a importância da gratidão, aqui estão três dicas baseadas em pesquisas para cultivá-la e construir uma cultura de apreciação:

Mantenha um diário de gratidão. Pesquisas sugerem que passar apenas cinco minutos por dia escrevendo pelo que você é grato pode aumentar sua sensação de bem estar em aproximadamente 10%. Se você escrever durante a noite, concluirá o dia de maneira relaxada, o que pode ajudá-lo a ter um sono mais profundo e a trabalhar de maneira mais eficaz. Além disso, você treinará sua mente para perceber coisas pelas quais é grato ao longo do dia. Você também pode manter um diário de gratidão digital no Evernote e gravar pelo que é grato ao longo do dia.

Compre uma caixa de cartões de agradecimento e envie-os de maneira regular. Está grato por sua mãe ter ajudado com as crianças este fim de semana? Um companheiro de equipe que fez o impossível durante um lançamento? Seu amigo que te ajudou em uma situação difícil? Sente e escreva um agradecimento a eles. Esta prática lhe ajudará a reviver o que você agradeceu e os outros a se sentirem mais preenchidos. Através da expressão da gratidão, podemos inspirar emoções mais felizes e mais positivas em outras pessoas.

Encontre maneiras de discutir com o que você está grato com seus colegas. Pode parecer óbvio, mas comemorar com seus companheiros de equipe ao mesmo tempo os ergue e os inspira a continuar a fazer as coisas boas. Você pode agradecer às pessoas publicamente em reuniões, ou enviar um e-mail “Muito obrigado pela sua ajuda”, ou simplesmente mencionar como você está grato em uma conversa.

Sentir e expressar gratidão não é só a coisa “certa” a se fazer – isso cria um efeito borboleta de mais saúde, felicidade e eficácia no escritório e em casa.

 

Gratidão, produtivo, pesquisa

Pesquisas mostram que a gratidão nos tornam mais felizes e produtivos. Saiba como focar naquilo que realmente nos deixa gratos.

Organize seu trabalho e desafogue sua vida com o Evernote.

Cadastre-se Gratuitamente