Produtividade

Uma introdução ao poder das anotações

As notas estão em toda parte.

Elas nos cercam em momentos-chave em todas as fases do nosso trabalho, da pesquisa à inspiração. Elas vêm em muitas formas: endereços, compromissos, confirmações, epifanias, equações, ideias, citações, listas, transações e diagramas visuais.

Elas são transferidas através de todos os tipos de mídia. Elas estão em pedaços de papéis, anotadas em Post-it, gravadas ao longo das margens de livros publicados, rabiscadas em cadernos encadernados em um belo couro, capturadas com gravações de áudio e anotadas em laptops e dispositivos móveis.
Na melhor das hipóteses, eles se parecem com isto:

No entanto, na pior das hipóteses, elas podem parecer (e podem ser percebidas) assim:

A tomada de notas é uma habilidade incrivelmente pessoal, profunda e individual. Tem sido praticada praticamente desde que nos tornamos capazes de nos comunicar verbalmente, desde o pigmento de tinta em paredes da caverna passando pela argila e papiro, tinta e imprensa e, agora, em formato digital.

Embora a forma tenha evoluído, a mensagem permanece a mesma. O que podemos recolher de nossos rabiscos íntimos constitui a base para todas as nossas idéias brilhantes e ajuda a criar um quadro para a compreensão que tudo o que nós nos propusemos a realizar. Como prova, a pessoa precisa apenas olhar para a lista longa e célebre de alguns de nossos anotadores mais prolíficos: Pliny the Elder Benjamin Franklin, Thomas Edison,Charles Darwin, John Lennon, Leonardo Da Vinci, Henry Miller, Kurt Cobain, Truman Capote e Albert Einstein.

Os fundamentos da tomada de nota são ensinados no início de educação infantil e depois utilizados no colegial e em ambientes profissionais, mas a sua utilidade aumenta quando o processo avança além da preparação para testes ou da perpetuação de silos de conhecimento privado. Em vez disso, as notas devem abastecer as nossas ideias e acelerar nossos pensamentos em livros publicados, trabalhos de pesquisa, projetos de negócios, ou em suas ambições criativas mais audaciosos.

Com a correta compreensão de seus objetivos, um desses sistemas pode ajudá-lo a chegar lá.
Ao longo das próximas semanas, vamos dar uma olhada numa seleção de métodos e estilos de anotações. Desde o commonplace até o Método Cornell, vamos explorar seus papéis em nosso cotidiano, falar com pessoas que adotam modelos específico de anotações, e ajudá-lo a entender como eles podem impactar a sua vida e o seu trabalho.

Qual é o seu estilo da nota? Compartilhe a sua história nos comentários ou via Twitter. Iremos publicar nossas favoritas durante todo o mês.

Faça um upgrade nas suas notas com o Evernote Premium.

Seja Premium